quarta-feira, 8 de junho de 2011

conto pro dia 12.

Então a menina dos olhos azuis disse ao garoto sorridente e desastrado, eu te amo.
Os dois se conheceram perto das colinas do sul, não sei ao certo, eles acabaram de sair da minha cabeça e não sei de onde eles vieram. Ambos compartilhavam as mesmas risadas.
Ele não conseguia parar de olha-la, a procura de uma brecha para que seus olhos encontrassem e logo uma história seria inventada entre os dois, mas os olhos não se encontraram. Ele desistiu então de se aproximar, iria terminar o dia e os dois ainda não haviam se conhecido. Ambos foram embora, até que de repente a ponte do caminho de casa quebrou, o que eles fizeram, foram para o caminho mais longo.
As pernas doíam, os sorrisos continuavam.
Estavam sorridentes andando pela longa estrada pela frente, até que ela caiu e ficou deitada, ele deitou do lado. Ambos ficaram rindo das situações vividas.
Até que ele tomou coragem de aproximar, poderia estar sendo precipitado, mas ele foi.
E assim ele descobriu que não foram só os lábios que se tocaram, mas também dois corações.

Ah os contos. Sempre na minha imaginação. ;)